Novembro Azul - LPCC

Se em todo o mundo o mês de outubro é dedicado à saúde da mama, durante o mês de novembro o foco é a consciencialização para a saúde do homem, muito em especial, a prevenção e diagnóstico precoce do cancro da próstata. ​​

 

A próstata é uma glândula com uma dimensão semelhante à de uma noz e que se situa na pélvis, abaixo da bexiga, na frente do reto e atrás da base do pénis, e que envolve a uretra, o tubo que conduz a urina e o sémen do interior até ao exterior do pénis. A próstata, em conjunto com as vesículas seminais, é o órgão responsável por produzir o sémen.

O cancro da próstata é, atualmente, o mais frequente no homem.

​Estima-se que em Portugal, durante o ano 2020, tenham surgido 6.759 novos casos de cancro da próstata. As estimativas (Globocan, 2021) indicam que em 2040 esse número ascenda a 8.216, a que corresponderá a um aumento de 21,6%.

O cancro da próstata é uma doença geralmente silenciosa, de evolução lenta e assintomática (sem sintomas), na qual, o aparecimento de sintomas pode ser sinal de doença avançada. Detetá-lo numa fase precoce é essencial, pois permite tratar com uma taxa de cura muito elevada. Deve aconselhar-se com o seu médico sobre como fazer este diagnóstico.

 

O cancro da próstata pode ser diagnosticado através de exames médicos específicos, como sejam a realização de um exame digital (com palpação da próstata através de toque retal) e de uma análise sanguínea a um marcador, o PSA (Antígeno Específico da Próstata). Com estes exames é possível detetar-se a doença antes do aparecimento dos sintomas.

Como em todas as doenças oncológicas, o diagnóstico precoce é fundamental para melhores resultados do tratamento, melhor e maior sobrevivência e menor probabilidade de morte.

Apoios